Menino de Ouro

Menino de Ouro
Autor: Abigail Tarttelin
Editora: Globo Livros
Ano: 2013
Edição: 1
Páginas: 384
Tradução: Cecilia Giannetti
Original: Golden Boy

Imagem

Quando criança, lembro de uma novela da Rede Globo que retratava uma hermafrodita chamada Buba. Na época, em 1993, a situação chocou muita gente, por tratar-se de um tema tão delicado. Hoje, vinte anos depois, a sexualidade do indivíduo (ainda) apresenta-se perante a sociedade como tabu.

A história de Max Walker é contada a partir do ponto de vista de vários personagens: ele próprio, família, amigos e uma médica. Particularmente, a visão dele, e a de seu irmão mais novo Daniel, foram as que mais me tocaram. Talvez porque o ponto de vista de uma criança de 10 anos seja tão lúdico e ingênuo que dissipe de forma breve os momentos de tensão e angústia que o livro provoca. Este tipo de narrativa com os vários pontos de vista me agrada bastante, como a que li em “O Trompete”, de Jackie Kay (aliás, cabe ressaltar aqui que nesta história, coincidentemente, a sexualidade é tema central da trama).

Max é chamado de Menino de Ouro porque, aos 16 anos, é popular, inteligente, jogador de futebol da equipe da escolar, o sonho de todas as garotas. Porém, Max é intersexual, o que significa que possui os dois gêneros, masculino e feminino. Apesar de se enxergar como menino, pois tem feições masculinas e gostar de meninas, o que fica claro é que não importa se o indivíduo nasceu com um pênis ou uma vagina, você consegue ser bem resolvido até que a pressão da sociedade o obrigue a atribuir-se identidades de gênero baseado em aparência externa. Em um dado momento, Max diz: “Você não deixa de ser mulher só porque gosta de ser a única que mete, nem deixa de ser um cara só porque gosta de receber”. Entende-se aqui que o sexo não define exatamente o que somos, mas sim um conjunto de ações processadas pela mente humana e executadas por nós.

É uma tarefa difícil resenhar mais parágrafos sobre este livro. Qualquer outra coisa que eu diga para preencher o vazio deste texto pode revelar mais do que o necessário.

Menino de Ouro é um bom livro. Cada um de nós é responsável por nossas escolhas. Como no caso de Max, quem seria o responsável pela escolha de ele ser menino ou menina assim que ele nasceu?

Destaques:

[1] “Respiro fundo, sem perceber que estava prendendo a respiração, e digo, em pânico:

– Ok, por que você está tentando me fazer parar de amar você? Porque eu digo agora, Max, não posso fazer isso.

Ele pisca.

– Deixe eu dizer uma coisa sobre mim. Você está ouvindo? – Max assente com a cabeça.

Tento me segurar e não chorar até terminar de falar.

– Eu não vou fazer você ficar comigo se você não me ama. Entendo que às vezes as pessoas se desapaixonam e não quero ficar com você se não me ama do jeito certo, porque, um dia, alguém vai amar. Entendeu?”

[2] “Lembro-me de uma vez, no dia do aniversário da minha mãe, aos atrás, antes de o Daniel nascer, quando ela ganhou um colar lindo. Era um coração, um coração de ouro que ela usa desde então. Ela chorou quando o retirou da caixa e ele disse: “Para o amor da minha vida”. Lembro-me de todas as ocasiões em que meu pai pareceu todo gentil, e todas as as imagens são dele com minha mãe. Ele a abraçando, ele dançando desajeitadamente com ela, suas fotos do casamento, nas quais ele olha para ela como se ela fosse a coisa mais incrível do mundo. Agora ele a jogou fora por minha causa. Ele pega um pano e limpa as bochechas. Então vem em direção à porta, e eu me afasto do buraco da fechadura e congelo.”

Anúncios

Sobre carolinayji

Desde que me conheço por gente, há algumas décadas, sou eu.
Esta entrada foi publicada em Abigail Tarttelin. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s